O Pentágono aumentou, esta terça-feira, para 66 o número de laboratórios que receberam amostras de antraz ativo por erro, situados em 19 estados norte-americanos, no Distrito de Columbia, Austrália, Coreia do Sul e Canadá.

A última estimativa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, a 03 de junho, situava em 51 as amostras enviadas para instalações de 17 estados, além do Distrito de Colômbia, onde está situada a capital (Washington), Austrália, Coreia do Sul e Canadá.

Os dois novos estados que se somaram à lista são a Pensilvânia e Rhode Island, que também receberam amostras provenientes da base do exército Dugway Proving Ground, no Utah (oeste dos Estados Unidos).