A Austrália instou esta segunda-feira a Indonésia a garantir que todos os processos legais são ilibados de corrupção antes de executar dois dos seus cidadãos, numa altura em que surgem acusações contra os juizes.

A ministra dos Negócios Estrangeiros, Julie Bishop, falou com o seu homólogo indonésio Retno Marsudi no domingo à noite, enquanto o primeiro-ministro Tony Abbott escreveu ao Presidente Joko Widodo para pedir novamente que as execuções sejam suspensas.

Os traficantes de droga australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan podem ser executados na terça-feira, juntamente com outros reclusos do Brasil, Nigéria, Filipinas e Indonésia, como recorda a Lusa.