"Aqueles em foco nas investigações criminais da polícia são, na maior parte, pessoas de países do norte de África. A maioria deles pediram asilo político e [são] pessoas que estão na Alemanha ilegalmente", refere a polícia na declaração.