O secretário-geral do Partido Socialista espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, transmitiu, esta terça-feira, ao Rei de Espanha que os socialistas estão dispostos a formar governo caso o presidente do executivo em funções, Mariano Rajoy, renuncie a essa "obrigação".

Pedro Sánchez falava no Congresso dos Deputados em Madrid no final de uma reunião com Felipe VI, a penúltima desta ronda de audições, que termina com o presidente do Partido Popular (PP), Mariano Rajoy, às 17:00 (16:00 em Lisboa).
 

"Desde o início do processo, o PP recusou negociar, renunciou a negociar com o conjunto das forças políticas e portanto, é a minha opinião, renunciou a apresentar um projeto politico para este pais", disse Sánchez.