A madre superior das Irmãs da Misericórdia na Austrália pediu perdão às vítimas de abusos sexuais cometidas num orfanato católico entre 1940 e 1975, informou a cadeia televisiva ABC.

A freira Berneice Loch afirmou que a Igreja católica deve reconhecer os seus erros perante a Comissão sobre a Resposta Institucional aos Abusos Sexuais que investiga casos de pedofilia que foram perpetrados no seio de instituições australianas.

Centenas de crianças sofreram abusos físicos e sexuais no orfanato St Joseph, localizado no estado australiano de Queensland, gerido pela ordem católica Irmãs da Misericórdia, entre 1885 e 1978, como recorda a Lusa.