O veterano Paul Royle, que protagonizou na vida real uma fuga da prisão durante a II Guerra Mundial que inspirou o filme “A Grande Evasão”, morreu na cidade australiana de Perth, informou hoje a imprensa local.

Paul Royle morreu aos 101 anos, no domingo passado, num hospital depois de ter sido submetido a uma operação na sequência de uma queda, segundo a estação local ABC.

O veterano integrou um grupo de 76 prisioneiros que conseguiram evadir-se em 1944, através de um túnel de dez metros que tinham escavado no campo de concentração nazi Stalag Luft III, localizado nas imediações da cidade polaca de Zaga.