Gisele Bündchen, a modelo mais bem-paga do mundo, terminou esta quarta-feira a sua carreira nas passerelles após praticamente 20 anos de desfiles. 

A modelo brasileira desfilou pela última vez no seu país de origem, o Brasil, na semana da moda de São Paulo, «São Paulo Fashion Week», para a marca Colcci, com a qual mantém uma longa relação profissional. 

A assistir à sua despedida emocionada este o marido da modelo, o jogador da NFL Tom Brady, e os pais e as cinco irmãs da modelo. No final do desfile, onde Gisele foi a protagonista, todas as modelos subiram à passerelle com uma camisola com a cara da modelo estampada.

Após o seu último desfile, Gisele usou as redes sociais para agradecer aos fãs todo o carinho.
 


Apesar de abandonar as passerelles, Gisele Bündchen vai continuar a fazer trabalhos fotográficos. 

Com 34 anos, a saída de Gisele não é uma verdadeira «surpresa», uma vez que a modelo tem vindo a dedicar cada vez menos tempo a estas aparições, preferindo campanhas publicitárias para marcas como a Chanel, ou a H&M. 

A modelo continua a ser a mais bem-paga do mundo, pelo oitavo ano consecutivo, e só no ano passado ganhou mais de 44 milhões de euros, ou mais de 121 mil euros por dia.