O nascimento de Silas, em Los Angeles, nos Estados Unidos, já requeria a atenção máxima da equipa médica, já que o bebé resolveu sair três meses antes da data prevista para o parto.
 
Grávida de apenas 26 semanas, Chelsea Philips acabou por ser submetida a uma cesariana de emergência. Mas, ao «abrir» o ventre da mãe, os médicos não contavam encontrar o menino ainda dentro do saco amniótico.


 
O saco amniótico, onde o bebé se desenvolve no interior da mãe, costuma rebentar durante o parto, mas, neste caso, como explicou um dos médicos à CNN esta quarta-feira, ele continuava dentro de uma espécie de bolha de água, ainda em posição fetal e conseguia reconhecer-se o cabelo, a cabeça, os membros.
 
O médico não resistiu a tirar uma fotografia e, de outro modo, a mãe, quando acordou, não acreditaria. Chelsea Philips ficou estupefacta quando a mãe lhe mostrou a imagem do seu menino dentro daquela bolha. «Já sabia que ele era um bebé especial», disse à estação de televisão.
 
E também um «lutador», já que continua nos cuidados intensivos. De qualquer maneira, a equipa médica do Cedars-Sinai Medical Center acredita que Silas deve poder ir para casa daqui a um mês.