Partidários do ex-ministro chinês do Comércio Bo Xilai, condenado a prisão perpétua por corrupção, criaram um novo partido político na China que nomeia presidente vitalício o antigo político.

O novo partido é também um claro desafio à autoridade do Partido Comunista que proíbe, «de facto», a criação de grupos políticos contrários à sua gestão.

De acordo com a edição de hoje do diário South China Morning Post, de língua inglesa que se publica em Hong Kong, o Partido «Zhi Xian», que significa que a «Constituição é a autoridade suprema», foi formado quarta-feira, três dias antes do início da reunião política mais importante do ano que irá definir as próximas reformas económicas e sociais no país.