O Parlamento Europeu apelou, esta quinta-feira, à adoção de sanções contra os responsáveis pela repressão violenta às manifestações na Ucrânia e defendeu a criação de uma missão permanente no país e de um pacote financeiro de apoio «de longo prazo».

Em duas resoluções aprovadas esta quinta-feira em Estrasburgo, os eurodeputados exortam a União Europeia a aprovar limitações à circulação de responsáveis ucranianos envolvidos na morte de manifestantes e a congelarem bens colocados no espaço dos 28 Estados-membros.

O Parlamento Europeu quer ainda que seja disponibilizado um «pacote de apoio financeiro a longo prazo» a «um novo Governo interino credível, para aliviar a grave situação atual em relação aos pagamentos».