“Ela está a fazer uma enxurrada de observações imprudentes para intensificar o confronto”, acusou a agência oficial norte-coreana KCNA.

“Aos olhos das pessoas ela parece uma víbora”, acrescenta a agência.

Park Geun-Hye condenou na sexta-feira o comportamento “provocador” da Coreia do Norte depois de um recente ensaio de míssil balístico e evocou “o reinado do terror extremo” em vigor naquele país.

A Presidente sul-coreana fazia alusão ao anúncio pelos serviços secretos da Coreia do Sul da execução do ministro da defesa norte-coreano, que terá sido vítima de uma purga e executado.