O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, apelou aos turistas para que visitem Paris, gastem dinheiro e apreciem as atrações culturais para ajudar a cidade a recuperar após os atentados. O primeiro-ministro frisou ainda, em declarações a uma rádio francesa, esta terça-feira. que as condições de segurança estão garantidas.

“Venham a Paris, as condições de segurança estão garantidas.”


O governante disse esta era uma mensagem para "todos os turistas que cancelaram a sua viagem a Paris recentemente”.

O impacto económico dos ataques, realizados à sala de espetáculos Bataclan, a restaurantes e cafés, está ainda por calcular.

Os ataques de 13 de novembro, reivindicados pelo Estado Islâmico, fizeram 130 mortos e centenas de feridos. A ameaça terrorista voltou a estar no topo da agenda mundial, com os países a reforçarem as medidas de segurança e apertarem o controlo nas fronteiras.

Por outro lado, vários países, incluindo a França e os Estados Unidos, intensificaram o combate aos jihadistas na Síria e no Iraque.

Ainda esta terça-feira, a Alemanha autorizou uma intervenção militar contra os radicais.