A Torre Eiffel, o Museu do Louvre e o complexo de parques temáticos da Eurodisney vão estar encerrados até nova ordem, depois dos atentados terroristas na noite de sexta-feira, em que morreram pelo menos 128 pessoas e centenas ficaram feridas.

Um porta-voz da emblemática “dama de ferro” de Paris disse à agência espanhola Efe que o encerramento do monumento corresponde às medidas decretadas pelo presidente de França, François Hollande, e pelo governo francês.

O Museu do Louvre, escreve a agência Associated Press, ainda abriu portas neste sábado, mas foi obrigado a encerrar.

Os parques Disneyland e Disney Studios, situados na localidade de Marne-la-Vallée, na periferia parisiense, nem sequer abriram ao público.

Seis ataques terroristas em Paris fizeram, na noite de sexta-feira, pelo menos 127 mortos e quase uma centena de feridos em estado crítico.

De acordo com as autoridades francesas, os autores dos atentados estão todos mortos, tratando-se de oito terroristas, todos com coletes de explosivos, sete dos quais suicidas. O outro foi abatido pela polícia na sala de espetáculos Bataclan.

Não está excluída a possibilidade de haver cúmplices em fuga e é essa pista que as autoridades de segurança seguem neste momento.