Um grupo de homens armados entrou, esta segunda-feira de manhã, numa loja da Primark, num centro comercial de Villeneuve-la-Garenne, perto da capital francesa, Paris.

Agentes da unidade de elite foram enviados para o local e, por volta das 10:30, entraram no espaço, conseguindo libertar os 18 funcionários que se encontravam nas instalações na altura do assalto e se refugiaram numa cantina, avança o Le Monde. O incidente durou várias horas até à intervenção policial.

Os três assaltantes conseguiram escapar e encontram-se em fuga.


 
Uma fonte citada pela AFP, explica que os suspeitos foram apanhados nas câmaras de videovigilância do centro comercial a entrarem, mas não há registo da sua saída.
 

“Perto das 06:30 (05:30 em Lisboa), dois ou três criminosos armados entraram na loja Primark para que aquilo que acreditamos ter sido uma tentativa de assalto à mão armada”, explicou fonte policial, citada pela agência noticiosa francesa AFP.



Começam a ser conhecidos os primeiros pormenores sobre o ataque e o alerta terá sido dado por uma funcionária da Primark, que enviou uma mensagem de texto ao namorado.

Há ainda informações, não confirmadas pelas autoridades, de que um funcionário da Primark estaria entre os suspeitos e que o motivo do assalto seriam as "receitas do fim de semana", escreve o Le Parisien.

 


A circulação automóvel foi cortada em redor do centro comercial. Autoridades estão a levar a cabo uma grande operação de "caça ao homem" para encontrarem os suspeitos.

Ainda de acordo com as autoridades, não há vítimas a lamentar e ninguém ficou ferido.