O número de crimes de ódio contra muçulmanos no Reino Unido aumentou cerca de 275% desde os atentados de Paris, denunciou esta segunda-feira a organização que monitoriza estas ocorrências (Monitorização de Ataques Contra Muçulmanos, MAMA, sigla em inglês).

Segundo a agência Reuters, foram registados 115 crimes nos primeiros oito dias após os ataques, quando no mesmo período do ano passado se tinham registado 42.

A maioria das vítimas são mulheres que usam as roupas tradicionais islâmicas, como o hijab, com idades entre os 14 e os 45 anos.

“[Esta subida] é preocupante porque os casos mostram que as mulheres que usam o hijab são os alvos dos abusos e ameaças.”


O relatório da MAMA revela que a maioria dos autores destes crimes são jovens caucasianos.

Já em setembro, a polícia de Londres tinha revelado que o número de crimes de ódio na capital tinha subido 71%, porém as autoridades londrinas explicaram que o aumento se deveu a melhores condições para efetuar denúncias.

Um aumento similar foi registado em 2013, quando dois muçulmanos britânicos assassinaram o soldado Drummer Lee Rigby, em Londres.