Quarenta e cinco pessoas morreram e 30 estão hospitalizadas devido à ingestão de álcool produzido clandestinamente na província paquistanesa de Sindh. 

“Mais de 100 pessoas foram afetadas com álcool destilado ilegalmente, incluindo 45 que morreram e 30 que continuam hospitalizadas”, disse Ghulam Mohamed, porta-voz da polícia do distrito de Tando Muhammad Khan, onde acontecerem estes casos, citado pela Efe. 

O envenenamento aconteceu na segunda-feira à noite, quando membros da minoria hindu celebravam o Holi, uma festividade conhecida como a festa das cores. Desde esse dia que os pacientes que deram entrada no hospital por beber álcool têm vindo a morrer.