O papa Francisco disse este domingo, na sua primeira visita à sinagoga de Roma, que “a violência do homem sobre o homem” contradiz qualquer religião.

“A violência do homem sobre o homem está em contradição com qualquer religião digna do homem, em particular com as religiões monoteístas”, acrescentou o líder da Igreja Católica.

As três religiões monoteístas – cristianismo, islamismo e judaísmo – devem afirmar publicamente que toda a violência está em “contradição” com eles, frisou.