O papa João Paulo II manteve, durante mais de 30 anos, uma amizade intensa com uma filósofa casada, sem prova de ter quebrado o voto de castidade, indica uma reportagem que a BBC vai difundir hoje à noite.

As cartas de João Paulo II para Anna-Teresa Tymieniecka abrem "a janela mais extraordinária sobre a vida privada de uma das pessoas mais famosas da história", considerou Edward Stourton, jornalista responsável pela reportagem, que vai ser emitida no programa Panorama.

Mais de 350 cartas escritas por Karol Wojtyla, futuro João Paulo II, a Anna-Teresa Tymieniecka, filósofa norte-americana de origem polaca, foram encontradas na biblioteca nacional da Polónia, que as recebeu de Tymieniecka em 2008.