O Papa Francisco recebeu esta quinta-feira as chaves do Rio de Janeiro, no Palácio da Cidade, abençoou as bandeiras dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos e pediu, novamente, aos brasileiros que rezem pelo papa.

«Agora, de coração, vou dar a bênção a todos vocês, à sua família, aos seus amigos, a todos. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. E rezem por mim», disse Francisco, no balcão do Palácio da Cidade, a cerca de 600 convidados para a cerimónia.

O Papa Francisco foi recebido pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e pelo governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

O líder católico cumprimentou e abençoou várias personalidades, como o ex-técnico da seleção brasileira de futebol Carlos Alberto Parreira, o ex-jogador de futebol Zico, o jogador de futebol Elano, vários atletas de voleibol e de outras modalidades.

O ex-basquetebolista Oscar Schimdt, ex-jogador da seleção e muito querido dos brasileiros, mesmo muito doente ajoelhou-se aos pés de Francisco para receber uma bênção.

Francisco, que mostrou boa disposição, recebeu as chaves da cidade das mãos do prefeito Eduardo Paes, que por sua vez as recebeu de um atleta adolescente em cadeira de rodas.

O papa Francisco abençoou objetos religiosos e as bandeiras dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, que se realizam no Rio de Janeiro, em 2016.

Do Palácio da Cidade, Francisco seguiu para a comunidade da Varginha, em Manguinhos.

A comunidade da Varginha é uma zona de uma favela pacificada no programa de recuperação realizado pelas autoridades brasileiras.

Francisco visitará depois a igreja dedicada a São Jerónimo Emiliano, onde vai encontrar-se com a comunidade paroquial.

O líder católico manterá ainda hoje um encontro com peregrinos argentinos na catedral do Rio de Janeiro.

No final da tarde, Francisco deixa a Residência do Sumaré em direção à Praia de Copacabana para a Festa da Acolhida aos jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude, fará um discurso e abençoará os jovens.

O Papa Francisco, que realiza a sua primeira viagem internacional desde que se tornou papa, está no Brasil para a 28.ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Rio de Janeiro, que decorre até domingo.

Na quarta-feira, em Aparecida, no interior de São Paulo, o papa celebrou uma missa no Santuário de Nossa Senhora Aparecida e ainda abençoou a estátua de Frei Galvão - tornado santo em 2007 - no seminário de Bom Jesus, local onde almoçou com cerca de 60 pessoas do clero e descansou antes de voltar ao Rio de Janeiro.

O Papa também visitou, na quarta-feira, o hospital de São Francisco de Assis na Providência de Deus, no Rio de Janeiro, e inaugurou um novo centro do hospital, que oferecerá tratamento a toxicodependentes, como relata a Lusa.