O  Papa Francisco não tem dúvidas de que as famílias numerosas são «a esperança da sociedade». Por isso, deixou este domingo um elogio ao facto de «várias gerações se encontrarem e se ajudarem».

Jorge Bergoglio fez estas reflexões durante o primeiro encontro que teve, em quase dois anos de pontificado, com milhares de membros de famílias numerosas de todo o mundo.

«Estou contente de estar hoje convosco, representantes da Associação Nacional de Famílias Numerosas. Amais a família e amais a vida», disse o papa, perante os fiéis que se encontravam na sala Paulo VI do Vaticano.

O papa Francisco realçou ainda que «nas famílias numerosas, várias gerações se encontram e se ajudam». Mais: «A presença dos avós é preciosa tanto para servir de apoio como para a educação, ao ajudarem os pais a transmitir valores aos filhos», cita a Lusa.

Para o pontífice, estas famílias são «a esperança da sociedade», «um exemplo de amor e de vida».

O mais alto representante da Igreja católica lembrou a «baixa taxa de natalidade que existe em Itália», apelando às autoridades políticas e à administração pública para que apoiem as famílias.