A Catholic News Agency já veio a público dizer que estas afirmações do Papa surgiram quando este participava num encontro da Italian Associazione Scienza & Vita, horas depois de 750 imigrantes terem sido resgatados na Costa da Sicília.

Só este ano, mais de 1.800 pessoas já perderam a vida enquanto tentavam atravessar o mar Mediterrâneo para chegar à Europa.