Antes da viagem à Bolívia, o papa Francisco disse, segundo o ministro da Cultura boliviano, Marko Machicao, que queria mastigar folhas de coca de forma tradicional como as populações autóctones. E assim fez, ou quase.

Na viagem de avião para a Bolívia, Francisco bebeu um chá com folhas de coca, que também foi oferecido aos jornalistas, noticia a Reuters, que acrescenta que à saída do avião e enquanto lia o primeiro discurso, o Papa aparentava estar bem de saúde.

A infusão de coca é usada pelos turistas para combater o mal da montanha (doença das alturas) quando ficam em La Paz, a capital situada a 3.600 metros de altitude. 

O Papa Francisco encontra-se em viagem à Bolívia e, na noite de quarta-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros chileno, Heraldo Muñoz, pediu ao Papa para “convencer o Governo boliviano a cessar a agressividade permanente contra o Chile e as suas autoridades”.

“O que a Bolívia pretende é afetar a integridade territorial do Chile, e isso não é aceitável, como bem sabe o papa Francisco”, manifestou o chefe da diplomacia chilena.


A declaração de Muñoz aconteceu depois de Francisco, de visita à Bolívia, ter apelado a um diálogo “franco e aberto”, de modo a “evitar conflitos entre países irmãos”, referindo-se ao conflito territorial entre as nações da América Latina.