O papa Francisco apelou hoje ao apoio das «aspirações de paz» de todos os ucranianos «ameaçados por uma situação de tensão e de conflito que não tende a diminuir», durante o Angelus na praça de São Pedro.

Perante uma multidão de milhares de pessoas, o papa dirigiu assim «um pensamento particular à querida terra da Ucrânia, cuja festa nacional se assinala hoje, a todos os seus filhos e filhas», lamentando a situação existente no país «que gera tanto sofrimento na população civil».

Francisco disse ter recebido «uma carta de um bispo [ucraniano]» que lhe «contou todo este sofrimento», não indicando o nome do religioso.