O Papa Francisco e o Patriarca Cirilo protagonizaram, esta sexta-feira, em Havana, Cuba, um encontro histórico. Pela primeira vez, em quase 1000 anos, os líderes cristãos das igrejas católica e ortodoxa russa encontraram-se depois de as duas doutrinas se terem separado a mal no ano de 1054.

O encontro aconteceu em pleno aeroporto José Marti, em Havana, à chegada do líder da igreja católica. À sua espera estava também o presidente cubano, Raul Castro.

Este foi o primeiro encontro entre ambas as doutrinas católicas desde a sua separação a mal há quase 1000 anos. 

O encontro entre Francisco e Cirilo inclui ainda uma reunião de duas horas, mediada pelo sacerdote lituano Visvaldas Kulbokas, que também atuará como intérprete.

Após o encontro, o Sumo Pontífice segue para a sua primeira viagem ao México, que tem início esta seita-feira e que se prolonga até quinta-feira.