A polícia de Pamplona, em Espanha, está à procura de um homem que tirou uma selfie durante uma largada de touros, nas festas de San Fermin, escreve o «The Guardian».

Como o jovem abrandou a corrida para ter tempo de tirar uma fotografia de retrato, o momento foi registado por vários fotógrafos e, agora, o homem enfrenta uma multa acima dos três mil euros por ter infringido as regras do festival.

As regras, criadas para evitar comportamentos potencialmente perigosos, proíbem a utilização não autorizada de qualquer dispositivo que permita gravar o evento, durante as largadas de touros.

As festas de San Fermin, que remontam ao século XIII, têm sofrido algumas pressões para acabar com estas corridas. Mas, ao mesmo tempo, têm conquistado cada vez mais popularidade, com as imagens das corridas de touros a ganhar destaque na imprensa internacional e milhares de turistas a marcarem presença em Pamplona.

Com as fotografias do homem a tirar a selfie a invadir as redes sociais sob a hashtag #eltontomóvil («o idota com telemóvel»), muitos foram os que criticaram o seu comportamento por pôr em risco os outros participantes das corridas.

Desde que há registos, 1924, já morreram 15 pessoas e mais de 200 ficaram gravemente feridas durante o festival que tem uma duração de nove dias.