O Yesha Council, organização composta por representantes de todos os colonatos da Cisjordânia, publicou um vídeo humorístico a ridicularizar o Secretário de Estado norte-americano, John Kerry e os seus planos para o processo de paz da região, escreve o «The Telegraph».

Nas imagens, o ator que interpreta Kerry, minimiza a importância do muro das lamentações, dizendo que cidade de Jerusalém é sagrada para muitas religiões e pergunta mesmo «para quê discutir sobre um muro velho?». A sua sugestão é, nas palavras do ator, «construir um novo muro, mais perto da praia».

O vídeo só surgiu depois de John Kerry ter dito, no passado fim de semana, em Munique, numa conferência de segurança, que Israel pode enfrentar um boicote económico se não chegar a acordo com os Palestinianos.

Dani Dayan, que preside ao Yesha Council, justificou o vídeo humorístico com as propostas «irrealistas» do Secretário de Estado que, na sua opinião, representam «um perigo para o estado de Israel».

O sketch, divulgado no Youtube, é o culminar de duras críticas feitas por políticos israelitas.

Susan Rice, conselheira da Casa Branca já reagiu ao vídeo, através da sua conta de Twitter, defendendo que as críticas são «injustas, infundadas e inaceitáveis». Tal como, são inadmissiveis «ataques pessoais».