O Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, assinou esta quarta-feira o pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional (TPI), um dia depois de ter sido rejeitada na ONU uma resolução para a retirada de Israel dos territórios palestinianos.

De acordo com a AFP, além daquele pedido, que visa abrir caminho a processos contra responsáveis israelitas na justiça internacional, Abbas assinou esta quarta-feira outras 20 convenções internacionais, numa reunião transmitida em direto pela televisão oficial.

A Autoridade Palestiniana tinha advertido que pediria a adesão a uma série de organizações internacionais em caso de rejeição da resolução apresentada na terça-feira na Organização das Nações Unidas (ONU), prevendo a resolução do conflito com Israel no prazo de um ano e a retirada israelita dos territórios ocupados desde 1967 ao longo dos dois anos seguintes.