Uma professora britânica, mãe de dois filhos, foi suspensa e está impedida de dar aulas, após se ter alegadamente envolvido sexualmente com um aluno de 16 anos, que terá seduzido através do Facebook. Clare Horton lecionava Tecnologia e Design numa escola em Cardiff, no País de Gales, há dez anos, escreve o «The Telegraph».

A docente enfrentou uma Comissão Disciplinar de Educação que determinou que estava suspensa e proibida de exercer. Clare Horton só não irá enfrentar um tribunal porque o jovem recusou apresentar queixa por «motivos religiosos».

Para seduzir o jovem, a professora terá enviado várias fotografias suas reveladoras. Acabaram por marcar um encontro e mantiveram relações na casa da docente, escreve «The Telegraph», que cita as conclusões da Comissão. Na época em que se envolveu com o adolescente, a professora estava em processo de divórcio.

Quando o caso se tornou do conhecimento público a docente negou que tivesse havido envolvimento sexual, mas apresentou a sua demissão da escola. Durante a sua audição na Comissão Disciplinar de Educação, Clare Horton assumiu que tinha «cometido o pecado mortal» com a «aproximação», mas insistiu que nunca existiu relação física com o jovem, «apenas uma mão cheia de amizade».

Daqui a dois anos, Clare Horton poderá recandidatar-se de novo ao ensino, mas não é garantido que possa voltar a ser professora. A sua suspensão e proibição de exercer não tem tempo definido.