O feliz acaso aconteceu depois de Sidor, de 57 anos, ter feito uma ultrapassagem irregular. Foi mandado parar pela Polícia Rodoviária Federal e multado em 957 reais, cerca de 288 euros. Uma multa que viria, no entanto, a mudar a sua vida.

Quando os agentes notificaram a base de dados da polícia, constataram que o nome de Sidor não constava no sistema. O polícia Daniel Pereira ficou intrigado com o nome peculiar e fez uma pesquisa na Internet.

«Quando fiz a pesquisa surgiram alguns resultados, mas apenas um me chamou atenção, que foi aquele que apareceu «estou à procura do meu pai», contou ao «G1».

«Eu sou a Vitória, tenho quinze anos, moro em Fortaleza-CE, procuro o meu pai, Sidor Albrecht, filho de Alzira Albrecht. Gostaria que alguém me ajudasse a encontrar o meu pai porque eu nunca o vi. Ele é camionista, há anos que o tento encontrar, mas não consigo. Peço até pelo amor de deus que me ajudem a encontra-lo, e que ele saiba que vai ser avo de um menino», lia-se na mensagem, publicada num fórum que ajuda a encontrar pessoas desaparecidas.

«Tinha que acontecer. Deus escreve certo por linhas tortas, então Deus escreveu isso. Ele tinha que fazer um erro para poder encontrar a filha», contou a mãe, Socorro.