A lava de um vulcão no Havai está a fluir de forma constante numa área onde os moradores foram avisados que poderiam ter de evacuar as casas. A rocha derretida de 2 mil graus dirige-se à cidade de Pahoa.

Tem sido dito a dezenas de moradores, que se encontram no caminho da lava, para realizarem todos os preparativos necessários, até terça-feira, para uma possível evacuação. Essa linha do tempo poderá ser alterada com base na velocidade do fluxo e a Cruz Vermelha está a criar um abrigo.

As autoridades disseram, no domingo, que o fluxo de lava na Ilha Grande do Havai tinha avançado centenas de metros, desde sábado de manhã, e estava a mover-se a cerca de 10 a 15 metros por hora.

O vulcão Kilauea está em erupção continuamente desde 1983. A maioria da lava dessa erupção fluiu para sul, em direção ao oceano. Mas ao longo dos últimos dois anos a lava fluiu para o nordeste, em direção a Pahoa.

O fluxo de lava que está a ameaçar Pahoa começou em junho, tem-se movido em direção à cidade ao longo de algumas semanas, acelerando e depois abrandando.

A lava passou por um cemitério predominantemente budista, cobrindo túmulos, na região predominantemente rural de Puna.

Janet Babb, geóloga e porta-voz do Observatório Vulcânico do Havai, disse que tem havido explosões de metano. Janet disse que a decomposição da vegetação produz gás metano que pode viajar sob a superfície em direções diferentes, acumulando-se e podendo inflamar-se.

Uma das explosões passou perto do local onde a geóloga se situava. «No momento em que isso aconteceu, o barulho foi tal que eu pensei que era um trovão e que estávamos prestes a ser atingidos por um raio», contou Janet.