Está provado: «Os extraterrestres existem» (vídeo)

Antigo astronauta da NASA afirma que esta é uma realidade escondida por todos os governos

Por: Redação / AV    |   24 de Abril de 2009 às 14:08
Edgar Mitchell, antigo astronauta da NASA, que já esteve na Lua, garante que os extraterrestres existem e que durante a sua carreira teve conhecimento de várias visitas de OVNI ao planeta Terra, todas elas escondidas, noticia o jornal inglês «The Telegraph».

O homem de 77 anos, membro da tripulação do «Apollo 14» afirmou que fontes da agência espacial descrevem os alienígenas como «pessoas pequenas que a nós nos parecem estranhas».

Em entrevista para a rádio «Kerrang» revelou que a tecnologia humana «não é nem um pouco tão sofisticada» como a dos alegados visitantes. Alertou ainda para o facto de serem hostis, mas que «a esta altura já foram embora».

O antigo astronauta acredita que «não há dúvidas de que existe vida no universo. Nós não estamos de todo sozinhos. Estou certo disso». Edgar Mitchell considera-se «privilegiado por saber que já fomos visitados por extraterrestres no nosso planeta. O fenómeno dos OVNI é real».



O motivo para a generalidade das pessoas não estar ciente daquilo que o astronauta acredita ser uma realidade deve-se ao facto de «ter sido abafado por todos os governos nos últimos 60 anos», no entanto «lentamente foram existindo algumas fugas de informação e alguns de nós fomos privilegiados por termos sido informados sobre esse facto».

Edgar Mitchell conta que esteve «nas reuniões dos serviços secretos militares» e sublinha que «fomos visitados».

A NASA reagiu prontamente e afirmou que a organização «não vigia OVNI. A NASA não está envolvida em nenhuma espécie de camuflagem acerca da existência de vida extraterrestre neste planeta ou noutro sítio qualquer do Universo».
PUB
Partilhar
EM BAIXO: OVNI
OVNI
COMENTÁRIOS

PUB
PM nega ter «conspirado» contra a Grécia

Passos Coelho disse esta segunda-feira que a «postura exigente» de Portugal para a Grécia cumprir as suas obrigações não pode «a nenhum título» ser considerada como uma tentativa de derrubar ou conspirar contra Governos. Alemanha acusa Tsipras de ter cometido «uma falha» ao criticar as posições dos governos português e espanhol