Otto Warmbier, o estudante libertado pela Coreia do Norte, morreu menos de uma semana depois de chegar aos EUA, avança a Associated Press que cita um comunicado da família. 

"Infelizmente, o tratamento horrível que o nosso filho recebeu nas mãos dos norte-coreanos garantiu que nenhum outro resultado fosse possível para além do resultado triste que vivemos hoje", pode ler-se no comunicado da família.

Otto Warmbier, que chegou aos EUA no dia 13 de junho, morreu esta segunda-feira às 14:20 (hora local) no Centro Médico da Universidade de Cincinnati.

O jovem de 22 anos, estudante da Universidade da Virgínia, foi condenado pelo Supremo Tribunal da Coreia do Norte, em março de 2016, a 15 anos de "trabalhos forçados", por ter removido um cartaz político numa área reservada. O estudante tinha viajado para o país no final de 2015, para ali passar o Ano Novo, e foi detido em janeiro, quando tentava embarcar para Hong Kong, onde iria fazer Erasmus.