A apresentadora da televisão norte-americana Oprah Winfrey afirmou que foi vítima de racismo numa loja de luxo durante uma visita à cidade suíça de Zurique, em julho, para o casamento da cantora Tina Turner.

Numa entrevista a Larry King, na Ora.tv, Oprah Winfrey disse que uma vendedora recusou-se a mostrar-lhe uma mala, afirmando para a apresentadora que era «muito cara».

A vendedora explicou-lhe que a mala, em pele de crocodilo, havia sido criada pela atriz norte-americana Jennifer Aniston. Oprah Winfrey disse a Larry King que teve vontade de rir e brincar à «Pretty Woman» (filme em que a personagem da atriz Júlia Roberts passa por uma situação semelhante), comprando toda a loja, mas desistiu ao perceber que, ao fazê-lo, a funcionária receberia a respetiva comissão pelas vendas.