Quase 70 mil crianças são vítimas de tráfico de seres humanos no México, na maioria com vista à sua exploração sexual, segundo um relatório, divulgado esta quinta-feira, elaborado em conjunto pela ONU e pelo Governo.

Dada a sua localização geográfica e económica, o México é um país de origem, trânsito e destino de vítimas de tráfico humano, disse a diretora geral do Sistema Nacional para o Desenvolvimento da Família, Laura Vargas Carrilo, num comentário ao documento.

Durante a abertura do Fórum de Análise e Reflexão em torno do Tráfico de Pessoas no México, a mesma responsável assinalou que, em 2013, o organismo que lidera realizou 35 campanhas locais, envolvendo 265 cidades, para promover a prevenção e chamar a atenção para a exploração sexual infantil.