A Organização das Nações Unidas (ONU) prevê que a Índia seja, em 2022, o país mais populoso do mundo, superando a China.  Atualmente, 1,3 mil milhões de pessoas vivem na Índia, número que deverá chegar aos 1,4 mil milhões dentro de sete anos.

Pelos cálculos da ONU, em 2050, a Índia representará 19% da população mundial e a China 18%. Juntos, os dois países passarão a ser responsáveis por cerca de 40% da população mundial.

A estimativa das Nações Unidas decorre de informação publicada esta quarta-feira e confirma o crescimento díspar entre países.

O documento, elaborado pelo departamento de assuntos económicos e sociais, projeta também que a África apresentará índices de crescimento demográfico superiores à Ásia.

A Nigéria poderá superar os Estados Unidos e tornar-se, em 2050, o terceiro maior país do mundo em número de habitantes.

Os Estados Unidos, onde atualmente vivem quase 322 milhões de pessoas, continuarão a crescer, embora mais lentamente, e em 2050 a sua população é calculada em 389 milhões.

Segundo a ONU, durante as próximas décadas, o crescimento da população mundial irá concentrar-se sobretudo em nove países, na sua maioria africanos: Índia, Nigéria, Paquistão, República Democrática do Congo, Etiópia, Tanzânia, EUA, Indonésia e Uganda.

Com a maior taxa de crescimento demográfico, a África será responsável por mais da metade do aumento da população mundial entre 2015 e 2050.

Segundo as previsões, o mundo passará dos 7,3 mil milhões de habitantes para 8,5 mil milhões em 2030, e será de 11,2 mil milhões no final do século.