O secretário-geral da ONU declarou esta quarta-feira em Genebra que a crise dos refugiados sírios exige “uma subida exponencial da solidariedade mundial”, na abertura de uma conferência visando encontrar países de acolhimento.

Estamos aqui para responder à maior crise de refugiados e deslocados do nosso tempo”, disse Ban Ki-moon. “Isto exige uma subida exponencial da solidariedade mundial”, adiantou.

Ban indicou que pelo menos 480.000 sírios, ou seja, 10% dos refugiados e deslocados que fugiram do conflito na Síria, precisam de encontrar um país de acolhimento nos próximos três anos.