Cinco capacetes azuis ficaram feridos, esta segunda-feira, na sequência de um ataque contra a sua patrulha no leste da República Democrática do Congo (RDC), anunciou esta terça-feira, em comunicado, a Missão da ONU para a Estabilização do país (MONUSCO).

O ataque foi perpetrado por duas pessoas que seguiam de motorizada que lançaram uma granada à passagem da patrulha na região de Beni, capital da instável província de Kivu Norte, indicou a MONUSCO, num comunicado, sem precisar a gravidade dos ferimentos.

«Este inaceitável ataque (...) não diminui o nosso apoio às FARDC [Forças Armadas da RDC] na luta contra os grupos armados», afirmou o chefe da MONUSCO, Martin Kobler, na mesma nota, citada pela agência AFP, frisando que continuam «determinados» em levar a cabo a sua missão.