A missão da ONU na República Centro Africana (Minusca) recebeu novas queixas de alegadas agressões sexuais cometidas por capacetes azuis contra mulheres e adolescentes naquele país africano, disse esta quarta-feira um responsável das Nações Unidas.

“A Minusca foi hoje informada de suspeitas referentes a cinco mulheres que tiveram relações sexuais com capacetes azuis. Três daquelas mulheres têm menos de 18 anos”, precisou o responsável, que pediu para não ser identificado.


A intervenção da ONU na República Centro Africana está a ser amplamente criticada devido a várias acusações de abusos sexuais de menores pela parte de capacetes azuis.

Cerca de 12 mil "capacetes azuis" foram destacados para a "Minusca" (Missão Multidimensional integrada de estabilização da ONU para a RCA).