O Presidente ucraniano interino, Oleksandr Turchynov, ordenou a retomada da operação «antiterrorista» lançada contra os separatistas da região leste da Ucrânia, após a descoberta de dois corpos com sinais de «tortura».

«Exijo às forças de segurança a retomada (...) das operações antiterroristas, destinadas a defender dos terroristas os cidadãos ucranianos, que vivem no leste da Ucrânia», indicou Turchynov, num comunicado.

Segundo a agência Reuters, Oleksandr afirmou que um dos mortos é Volodymyr Rybak, membro do partido de Turchynov, que trazia marcas de uma «tortura brutal».

«Estes crimes estão a ser conduzidos com o apoio e tolerância da Federação Russa. Apelo às agências de segurança que relancem as medidas antiterroristas, com o objetivo de proteger os cidadãos ucranianos que vivem no este da Ucrânia», afirmou Turchynov.