Três unidades da polícia enviadas de Berlim para Hamburgo, na Alemanha, para reforçar a segurança da cimeira do G20, num total de 300 agentes, foram afastadas por conduta imprópria. 

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os agentes foram castigados depois de participarem numa festa de aniversário de dois polícias durante a qual houve quem tivesse relações sexuais e quem urinasse em público. Além disso, houve discussões e houve também quem brandisse as armas em nítido estado de embriaguez. Alguns relatos dão conta de agentes vestidos à civil, alcoolizados, um dos quais dançou em cima de uma mesa apenas vestido com um roupão e com a arma visível e pendurada ao ombro.

A polícia de Berlim, em comunicado reproduzido no Facebook, refere que os agentes “beberam, dançaram, ficaram bêbedos”, mas não deixa de justificar o comportamento. Na publicação pode ler-se que estes polícias, “por dentro dos uniformes, são seres humanos”.  

Um porta-voz da polícia de Hamburgo confirmou que as três unidades policiais de Berlim já não vão participar no serviço de segurança da cimeira, agendada para os dias 7 e 8 de Julho, e que vai reunir os líderes políticos dos 20 países mais desenvolvidos do mundo.

De acordo com a agência Reuters, estão escalados 20 mil agentes para os dois dias da reunião magna na segunda maior cidade da Alemanha.