Um civil e três combatentes morreram no domingo na sequência de bombardeamentos das forças turcas contra zonas sob o controlo de uma milícia curdo-árabe na província síria de Alepo, informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A organização não-governamental assinalou que os três milicianos, que eram membros das Forças da Síria Democrática, uma coligação armada de grupos curdos e árabes, perderam a vida nos ataques da Turquia contra a povoação de Deir Yamal, em Alepo.

A ONG não detalhou a zona exata onde morreu a civil e acrescentou que houve também vários feridos, incluindo um menor de idade.

A uma semana do cessar-fogo acordado para a Síria foram divulgados vídeos amadores nas redes sociais que registaram os momentos dos vários ataques aéreos. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.