O ex-presidente de El Salvador Francisco Flores, de 56 anos, que estava a ser julgado pelo desvio de 15 milhões de dólares, morreu no sábado depois de ter passado quase uma semana em coma, anunciou o seu partido político.

“Lamentamos a morte do (ex-)presidente Francisco Flores. Estamos solidários com a sua família” neste momento difícil, disse a Aliança Republicana Nacionalista (ARENA), partido conservador na oposição de que Flores era membro, na sua conta da rede social Twitter.

A Procuradoria de El Salvador acusou o ex-presidente, em 30 de abril de 2014, de peculato e enriquecimento ilícito, por 15 milhões de dólares (12 milhões de euros) recebidos como ajuda de Taiwan ao seu governo (1999-2004).