Sabe aquela sua amiga com peso a mais que quer ajudar a emagrecer? Não lhe diga que ela tem peso a mais nem a «castigue» por isso pois vai ter o efeito contrário. Pelo menos, é o que diz um estudo da Universidade de Londres, publicado pelo jornal Obesity.

Esse estudo observou três mil adultos no Reino Unido durante quatro anos e os investigadores descobriram que os 5% que sofreram «discriminação de peso» ganharam uma média de 0,95 kg durante esse tempo. Já as pessoas que não foram discriminadas perderam uma média de 0,71kg.

A equipa revelou que este estudo contradiz o pensamento comum de que a vergonha pelo peso faz com que as pessoas emagreçam.

«Não à justificação para que as pessoas sejam discriminadas por causa do peso», afirmou Dr. Sarah Jackson, da UCL, a autora principal do estudo.

«Os nossos resultados mostram que a discriminação por causa do peso não incentiva a perder peso e sugerem que pode até agravar o peso. Estudos anteriores descobriram que as pessoas que são discriminadas procuram conforto na comida. O stress é uma das respostas à discriminação e pode aumentar o apetite, especialmente para alimentos altamente energéticos. O estudo também mostrou que esta discriminação faz com que as pessoas se sintam menos confiantes em fazer atividade física e por isso evitam fazê-lo», acrescentou.