O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia advertiu hoje os Estados Unidos sobre os riscos que implicam os ataques militares contra o arsenal químico sírio.

«Encaramos com particular preocupação o facto de as infraestruturas militares - que garantem a segurança do arsenal químico da Síria - estarem entre os possíveis alvos de ataques militares», disse o Ministério russo dos Negócios Estrangeiros, em comunicado, referindo-se às intenções do Presidente norte-americano, Barack Obama.

O mesmo documento da diplomacia russa avisa que os eventuais ataques norte-americanos, a concretizarem-se, podem constituir «um rumo perigoso» na atual crise síria. Para Moscovo, os ataques podem provocar a fuga de «substâncias altamente tóxicas» e com «consequências para a população civil e para o ambiente», acrescenta a nota.