A Força Aérea canadiana interceptou, na última semana, dois bombardeiros russos bastante perto do espaço aéreo do Canadá, um dia antes da visita de Barack Obama ao país. A informação foi avançada pelo ministro canadiano da Defesa, Peter MacKay.

«Os aviões russos nunca chegaram a entrar em espaço aéreo canadiano, mas com 24 horas a antecederem a visita do presidente dos Estados Unidos, decidimos enviar dois aviões F-18 do NORAD, sob comando canadiano», disse Peter MacKay, em conferência de imprensa.

De acordo com a edição online da CNN, os aviões russos estiveram a 190 quilómetros de Tuktoyuktuk, no noroeste do Canadá. «Foi um voo de rotina em espaço aéreo internacional», garantiu Yevgeniy Khorishko, um porta-voz da embaixada russa em Washington, citado pela CBS News.

O North American Aerospace Defense Command (NORAD) é uma agência canadiana e norte-americana, encarregada do controlo do espaço aéreo de todo o continente norte-americano. De acordo com o porta-voz do NORAD, Michael Kucharek, citado pela CNN, os aviões russos foram identificados como TU-95 Bear.