O Governo norte-americano anunciou na quinta-feira que não multará aqueles que não contrataram um seguro médico depois de terem sido notificados de que as suas coberturas ficarão suspensas por não alcançarem o mínimo obrigatório.

Esta é uma medida inesperada, que surge a quatro dias do fim do prazo para a contratação de um seguro médico, que entra em vigor a 1 de janeiro, como prevê a reforma da Saúde do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Nas últimas semanas, milhões de norte-americanos receberam notificações de que os seus seguros médicos não cumprem o mínimo exigido pela reforma e que, por isso, ficarão suspensos a não ser que contratem seguros mais caros.