Os Estados Unidos propuseram à Coreia do Norte a reabertura do diálogo bilateral com vista à desnuclearização depois de uma reunião sobre o dossiê entre representantes de Washington, Tóquio e Seul, informa esta sexta-feira o jornal sul-coreano Donga.

O enviado dos Estados Unidos para as negociações a seis sobre a desnuclearização na Coreia do Norte e embaixador em Seul, Sung Kim, transmitiu a proposta a Pyongyang, através de canais diplomáticos, em Nova Iorque, sem que tenha recebido, até ao momento, uma resposta, de acordo com o mesmo jornal.

O representante norte-americano propôs à Coreia do Norte voltar a sentar-se à mesa das negociações pouco antes da sua viagem à China, na passada quinta-feira, para abordar o assunto com Pequim, acrescenta o diário.

Imagens de satélite sugerem que a Coreia do Norte poderá estar prestes a reiniciar um reator nuclear, considerado a principal fonte de plutónio, segundo especialistas norte-americanos. 

O reator de cinco megawatts do complexo nuclear de Yongbyon é capaz de produzir anualmente cerca de seis quilogramas de plutónio, quantidade suficiente para uma bomba nuclear, de acordo com estimativas de especialistas. 

A Coreia do Norte realizou três ensaios nucleares, a última vez em fevereiro de 2013, e recentemente ameaçou levar a cabo um quarto.