"Mesmo que as nossas nações cooperem, acredito, e sei que o Presidente concorda, que temos de lidar com as nossas diferenças de forma sincera", disse Barack Obama enquanto recebia Xi Jinping na Casa Branca.




conferência de imprensa conjunta com o homólogo chinês, Xi Jinping, 

“Manifestei, em termos sinceros, a nossa posição firme de que impedir jornalistas, advogados, organizações não-governamentais e grupos da sociedade civil de atuarem livremente ou encerrar igrejas e negar um tratamento igual às minorias étnicas, é tudo problemático, na nossa opinião, e impede a China e o seu povo de realizarem todo o seu potencial”, disse Obama.


Acordo para o fim dos ciberataques



“Disse que tem de parar”, insistiu Obama, assegurando que “o governo dos Estados Unidos não está envolvido em ciberespionagem para fins comerciais”.