A China e os EUA, os dois principais emissores de gases com efeitos de estufa, fixaram hoje em Pequim novas metas com vista à redução das suas emissões de CO2, informou a Casa Branca em comunicado.

A China, primeiro emissor mundial, estabeleceu que as suas emissões de gases com efeitos de estufa atinjam o ponto máximo «por volta de 2030», tendo apontado a intenção de «tentar atingir o pico mais cedo» do que isso, anunciou a Casa Branca.

É a primeira vez que a China - o maior poluidor mundial - estabelece uma data, ainda que aproximada, para que as suas emissões de CO2 parem de aumentar.