A revista americana Time escolheu o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, como «Personalidade do Ano» de 2008, por «ter a confiança de esboçar um futuro ambicioso num momento sombrio e a competência que faz os americanos terem esperança de que talvez consigam realizá-lo».

«Num da eleições mais loucas da história americana, superou a falta de experiência, um nome esquisito, dois candidatos que são instituições políticas e a divisão racial para se tornar o 44º presidente dos Estados Unidos», explica a revista, que assume uma escolha óbvia: «Dominou a esfera pública tão completamente que é inacreditável lembrar que metade dos americanos nunca tinha ouvido falar dele há dois anos».



Obama foi capa da Time 15 vezes nos últimos dois anos e sucede como «personalidade do ano» a Vladimir Putin. Este ano, a revista também elegeu quatro nomes para o segundo lugar: o secretário do Tesouro americano, Henry Paulson; o presidente francês, Nicolas Sarkozy; a candidata republicana à vice-presidência dos Estados Unidos, Sarah Palin; e o realizador chinês Zhang Yimou, que dirigiu a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Foram, ainda, escolhidas, outras personalidades relevantes, que se destacaram a nível internacional em 2008: Ingrid Betancourt, George W. Bush, Hillary Clinton, Robert Downey Jr., Tina Fey, Richard Fuld Jr., Robert Gates, Somaly Mam, John McCain, Stephenie Meyer, Robert Mugabe, Michael Phelps, Mikheil Saakashvili, os Piratas Somalis, Dara Torres, Craig Venter e Rick Warren.